terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Entenda a origem da Onu


Porque, eis que suscitarei um pastor na terra, que não cuidará das que estão perecendo, não buscará a pequena, e não curará a ferida, nem apascentará a sã; mas comerá a carne da gorda, e lhe despedaçará as unhas. (Zacarias 11 : 16)

Após a anunciação do Bab, uma espécie de João Batista da globalização, sobre a chegada do "prometido". Surge Baha’u’llah o criador de toda a organização social, política, econômica e espiritual do futuro sistema escravista do governo mundial que levará muitos a perdição.

A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá. (Apocalipse 17 : 8)
Com a sua morte em 1893 o seu filho Abdu'l Bahá deu os primeiros passos rumo a Casa de Justiça em Haifa (Israel),onde se encontram todas as escrituras baha’is e também a sua administração. Nesse mesmo ano Abdu'l Bahá (para o cristianismo ele pode ser comparado como o Apóstolo Paulo da globalização), iniciou a divulgação mundial do pensamento de seu pai e também começou a procurar patrocinadores milionários para colocar em prática o plano de governo mundial.
Entre 1911-1913 Abdu’l Bahá realizou uma das maiores campanhas de evangelização sobre a globalização no mundo inteiro, mas o que chama a atenção foi a sua visita ao Centro Teosófico em 30 de setembro de 1911. Além de anunciar a criação da grande confederação política, ele também anunciou aos teosofistas que Baha’u’llah é o prometido de “deus” para unificar todas as religiões e que o governo mundial receberá o seu nome. Isso prova que a fé Baha’i está acima da maçonaria e da cabala, afinal, o nome do prometido se encaixa perfeitamente na tabela cabalística, que contém 9 letras reservadas para o seu nome.
Abaixo uma foto de Abdu'l bahá na França juntamente com os primeiros cooperadores do futuro governo mundial:

Em 1919 foi criada a Liga das Nações, no Tratado de Versalhes, na França. Considerada a precursora da ONU, nesse mesmo ano Abdu'l Bahá não perdeu tempo e anunciou a sua epístola chamada de “Organização para um paz duradoura”(uma espécie de plano de governo para época). E que foi muito bem aceita pela liga das nações . Afinal, Baha’u’llah veio em seu próprio nome e por isso os banqueiros e empresários o aceitaram. Certamente ele cumpriu a profecia abaixo:

Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis. (João 5 : 43).

Com a morte de Abdu'l Bahá (1921) e a criação da ONU após a II guerra mundial em 1945. A fé baha’i, através Shoghi Effendi (1897-1957), se estabelece definitivamente no governo mundial controlando o ECOSOC (o segundo órgão mais importante da ONU e outras agências), desde então, o bahaismo iniciou a criação do sistema de Governo Mundial e relativista de Baha’u’llah, ou como é conhecido entre os cristãos verdadeiros “O Governo da Besta”. Shoghi Effendi foi um dos principais tradutores do plano de governo mundial de Baha’u’llah para o Inglês. Além de participar ativamente da construção do santuário de Bab e Baha’u’llah.


Onu

0 comentários:

Postar um comentário